Central de Atendimento e Vendas
(11) 3471-2501
Cobrança
(11) 4020 0256 /0800 024 4347
Atendimento via Chat
Área do Cliente
Acessar

Vai comprar uma Moto? Dicas para fechar negócio com mais segurança.

1-Documentação

Através do Renavam ou placa da Moto, pode realizar uma consulta para saber se há restrição administrativa, multas, débitos, histórico de roubo e furto, Sinistro, leilão, etc..etc. Verificar aparência da marcação do chassi na coluna da direção e o lacre da placa. Não deve haver nenhum tipo de adulteração.

2-Mecânica

Mesmo com pouca experiência mecânica, é possível saber se um motor está em condições boas ou não. Ligue a moto com o motor frio (verifique a temperatura encostando a mão no motor ou no escapamento da moto). O motor deve pegar facilmente e não apresentar ruídos metálicos que sumam depois de alguns segundos, o que indica folga extrema em componentes importantes como virabrequim, bielas, pistões e sistema de válvulas. Fumaça saindo do escape, após alguns minutos de aquecimento, o escape continuar fumando e se a fumaça for azulada e aumentar com a aceleração, tudo indica que é óleo queimado, o motor pode provavelmente vai precisar ser retificado.

3-Óleo

Deverá estar no nível certo (Vareta de óleo), na tonalidade do óleo que poderá identificar como está o motor. Óleo claro demais significa novo, recém trocado. Em geral, óleo escuro é óleo usado, mas atualmente os lubrificantes têm aditivos detergentes que agem de modo rápido e, em motores mais rodados, o óleo escurecer rapidamente pode ser considerado algo normal. Então, como checar a qualidade? Por economia ou relaxamento, o proprietário faz a troca do óleo após passar da quilometragem indicada, consequentemente o óleo fica mais grosso e perdendo a sua funcionalidade de lubrificação dos componentes do motor. Faça um teste, pingue uma gota de óleo na ponta do indicador e com o polegar analise a consistência: se parecer graxa e sujar demasiadamente seus dedos (e cheirar a gasolina), é óleo velho ou óleo. Pode ocorrer doproprietário colocar propositalmente um olho mais grosso para disfarçar o barulho dos componentes desgastados.

4-Sinais que a moto foi desmontada

Motores de motocicletas são expostos e, por isso, facilitam uma análise e consulta importante e rápida, relacionada a marcas de desmontagem. Parafusos e porcas estão ali bem na sua frente, e considerando que é praticamente impossível desmontar um motor sem deixar marcas nesses componentes, ver sinais ou, o oposto, ver parafusos e porcas cujo metal pareça ser bem mais novo do que as partes metálicas ao redor é algo para se desconfiar. Outra verificação recomendada é no cárter, a parte de baixo do motor, a mais próxima do solo. Marcas de raspadas são aceitáveis; os amassados, não, e muito menos “cicatrizes” deixadas por soldagem.

5-Tinta

Pintura em bom estado pode indicar um dono cuidadoso ou uma moto que foi pintada. Se foi pintada, pergunte a razão que ocorreu a repintura. Bom senso também ajuda para lembrar que, se a moto tem um ou dois anos de uso, e quilometragem relativamente baixa, faz sentido a pintura parecer quase nova. Sempre importante consultar os dados juntos como Detran.

6-Comandos

Mesmo que você não conheça o modelo da moto pelo qual está interessado, lembre-se que nenhum fabricante é sádico e que, portanto, acelerador e embreagem não podem ser duros demais para serem acionados. Embreagem dura é sinal claro de fim de vida útil. Acelerador duro pode indicar problemas no cabo ou algo ainda pior, resultante de montagens e desmontagens desatentas. Quanto ao câmbio, os engates devem ser fáceis e “secos”, e as marchas não podem escapar, o que pode apontar para um câmbio maltratado.

7-Banco

Moto usada deve ter um banco com cara de usado, assim como o contrário. É preferível uma capa de banco original desgastada a uma novinha, seja original, seja do mercado paralelo. A troca deste componente pode ser indício de um acidente considerável, pois o que normalmente é afetado em tombos menores são outras partes, nunca o banco.

8-Painel e sistema elétrico

Tudo deve funcionar, certo? Certo! Especialmente as chamadas “luzes-alerta”. Modelos de motos mais básicas têm um conjunto de luzes essencial e que indicam coisas simples, como farol alto e pisca-pisca ligado. Já motos mais modernas ou maiores têm luzes para alertar sobre coisas importantes, como pressão do óleo ou problemas no sistema de injeção. Ao girar a chave, é usual que todas as “luzes-alerta” acendam para mostrar que suas lâmpadas funcionam, para depois se apagarem. Caso uma luz importante não acenda – ou pior, fique acesa direto –, problema sério à vista.

9-Faça um teste de condução

Uma das características mais importantes na compra de uma moto usada é o fato de realizar um teste de condução com ela. Assim, conseguirá ter uma melhor opinião acerca da moto em questão e se adéqua à utilização pretendida. É um teste muito importante, uma vez que permite verificar se a moto apresenta alguma falha mecânica, quadro torto ou algum outro problema maior.

10-Consulta Veicular

Faça uma consulta veicular para obter informações e o histórico da motocicleta.

Distribuidor Autorizado
Loja Virtual
Copyright © autofax. Todos os direitos reservados.
Criado por Agencia BR2